24 novembro, 2017

Deixa-me viver a tua ida. Deixa-me viver este amor que magoa e alegra. Deixa-me viver o meu luto. O teu.